Yamaha exibe ao mercado brasileiro o Rivage PM10

site

A Yamaha aproveita sua participação na AES Brasil Expo para lançar no país algumas de suas mais recentes soluções em áudio profissional que já são sucesso internacional.

O principal destaque, sem dúvidas, é o sistema de mixagem RIVAGE PM10, sucessor da série PM1D e que impressiona pela variedade de funções, capacidade de transmissão de dados e, é claro, pela fidelidade na captação do áudio graças ao uso de um novo pré-amplificador que leva o conceito Yamaha Natural Sound a um novo patamar através da emulação SILK, desenvolvida em parceria com a Rupert Neve Designs.

A multinacional também lança no Brasil o rack Tio1608-D e a placa NY64-D, acessórios da linha TF de mixers digitais de entrada, que possibilita manter algumas cenas na mesa, importadas de um pendrive – o que não era possível na versão anterior – permitindo que o operador de áudio trabalhe com as suas configurações gravadas num show anterior sem substituir a configuração da mesa atual

Outra novidade é um subwoofer de 18 polegadas DXS18, um complemento da linha DXS que já possui as versões de 12 polegadas (DXS12) e 15 polegadas (DXS15). Com 1020 W de potência, o sistema alcança um SPL máximo de 136 dB, com resposta de frequência de 32 Hz a 120 Hz.

Quem comparecer ao estande da companhia pode ainda conferir toda a linha CIS (Commercial Instalation Solutions), que contempla arandelas (caixas de teto), matriciadores, amplificadores de alta-impedância e painéis digitais para controle de automação de áudio.

Para essa linha, a novidade é o processador e matriz digital MRX7-D, oferecendo até 64 entradas e 64 saídas via protocolo Dante, permitindo inclusive o controle remoto através de aplicativos para iOS, Yamaha DCP, PC, GPI e R232. O sistema é voltado para instalações de áudio como salas de conferência, shoppings, hospitais, centro de convenções, entre outros.

Também estão expostas as linhas CL e QL de mixers digitais com o lançamento do firmware versão 4.0, que implementa todas as funcionalidades de equalizador da linha Rivage, compressor multi-banda “MBC4” no Premium Pack, controle de monitoração para a linha Shure sem fio ULX-D, MonitorMix para iPhone, controle de GEQ pelos knobs, CL/QL Editor compatível com arquivos CVS

Quanto aos softwares, a Yamaha traz a versão 7 do Nuendo, a 8.5 do Cubase e o WaveLab Pro 9 no sistema profissional Nuage para produção e pós-produção musical. O Nuendo 7 é voltado para a sonorização de filmes, dublagem, sound design e finalização em surround até 22.2 (NHK). Oferece também re-conform, edição automática de áudio para vídeo, Game Audio Connect e integração com Audokinectic Wwise e perforce com monitoração de loudness segundo padrão EBU-R128. Também possui batch export automatizado, com 70 plugins VST 3 com EQ, reverb, surround panner e compressão.

O Cubase 8.5 por sua vez permite a gravação, edição e mixagem de áudio/MIDI com uma engine de 32 bit de ponto flutuante até 192 kHz. Oferece compensação de delay automático para trabalhar com até 128 canais MIDI e 64 canais de áudio simultaneamente. O MixConsole oferece channel strips dinâmicos e equalização, com 8 instrumentos virtuais com mais de 3000 sons. Ainda incorpora processador de efeitos VST, sendo 53 para áudio e 18 para MIDI, com chord track e chord pads para a composição de acordes.

Por fim, o software de masterização WaveLab Pro 9 permite o trabalho com áudio de qualidade até 384 kHz e incorpora uma nova interface visual, com dock de janelas. Também possui uma nova Master Section com 12 slots de efeitos e monitoração avançada; processamento, monitoração e edição M/S; Plugin Master Rig de 6 módulos e 8 instâncias M/S; e a troca direta de arquivos com o Cubase e Nuendo.

As interfaces de áudio UR e o monitor de estúdio HS, além da linha AG de mixers compactos/interface de áudio, com foco principalmente em streaming, web-casting e gaming experience, completam o estande.

Publicado em Notícias

Mapa